Gabinete da Reitoria da UFSC lança edital para seleção de estagiário de Pós-Graduação

22/03/2024 17:44

O Gabinete da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina (GR/UFSC) lançou um edital para seleção de estudantes de Pós-Graduação para estágio não-obrigatório e formação de cadastro de reserva para atuar no Setor de Protocolo do Gabinete da Reitoria da UFSC. As inscrições se encerram em 31 de março.

O edital tem por objeto a seleção de um estudante de pós-graduação stricto sensu em áreas correlatas às dos cursos de Graduação em Administração ou Ciências Contábeis. O estágio possui carga horária de 30h semanais, com remuneração de R$ 1.665,22 e vale-transporte de R$ 220,00.

Para outras informações acesse o edital na íntegra.

Tags: bolsistasEditaispós-graduçãosetor de protocoloUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC realiza solenidade de inauguração do Alojamento Estudantil Indígena

18/03/2024 16:56

Lideranças e estudantes indígenas, integrantes da gestão e convidados participaram da inauguração do Alojamento Estudantil Indígena (Fotos: Luís Carlos Ferrari/Secom)

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) inaugurou nesta segunda-feira, 18 de março, o novo Alojamento Estudantil Indígena, local de moradia e convivência para estudantes indígenas. A Universidade investiu pouco mais de R$ 1,58 milhão para a reforma e adaptação da edificação e compra de mobiliários para o alojamento, que é dotado de quartos coletivos, quartos familiares, salas de estudo, local para convivência, cozinha e banheiros.

A solenidade de inauguração teve a presença de lideranças e estudantes indígenas; de integrantes da gestão da Universidade; de representantes de parlamentares federais; do ex-reitor Ubaldo Balthazar e membros da sua gestão; do reitor do Instituto Federal Catarinense (IFC), Rudinei Kock Exterckoter; da vereadora de Florianópolis Cíntia Moura Mendonça; da procuradora federal Analúcia de Andrade Hartmann; do coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI/Sul), Bruno Moreira Pinto; diretores de Centros de Ensino, professores e servidores técnico-administrativos da UFSC.

A cerimônia iniciou com uma apresentação cultural (canto) do povo Xokleng. Em seguida, lideranças de diferentes povos indígenas se manifestaram, entre eles Laura Parintintim, Vanessa Fe Há (Kaingang), Adriano de Oliveira (Guarani), Thaira Priprá (Xokleng), Davi Timóteo Martins (Guarani), cacica Nice (Guarani) e Irineu Ortega Mariano (Guarani).

Em suas falas, os representantes indígenas destacaram que a permanência dos estudantes, na qual a moradia é uma questão central, faz parte de uma luta que na UFSC iniciou ainda na gestão do reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, avançou na gestão do professor Ubaldo Balthazar e foi acolhida na gestão do professor Irineu Manoel de Souza e da professora Joana Célia dos Passos.

Também houve citações a pessoas que são referências na educação pública dos indígenas e na permanência estudantil, como o professor Marcondes Namblá, assassinado em janeiro de 2018, e à estudante Jaqueline Tedesco, da etnia Kaingang, que morreu recentemente após um incidente ao comemorar sua formatura. O alojamento estudantil indígena foi considerado uma conquista, resultado de uma luta permanente pelo direito de estar na universidade.

Compromisso

A pró-reitora de Permanência e Assuntos Estudantis, Simone Sobral Sampaio, disse que a construção do alojamento era a demonstração de um compromisso com os povos indígenas da região Sul e seus parentes. O diretor do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), Alex Degan, informou que o Centro vai inaugurar duas salas, uma dedicada aos estudantes indígenas e um espaço para as famílias. Ele aproveitou a ocasião para reivindicar a alocação de professores dedicados ao curso de Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica.

Fachada lateral do Alojamento Estudantil Indígena

A vice-reitora, professora Joana Célia dos Passos, agradeceu ao professor Ubaldo e à sua equipe, citando nominalmente a professora Francis Tourinho, ex-secretária de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad). Também saudou o reitor Irineu, que acolheu a causa e transformou a Saad na atual pró-reitoria de Ações Afirmativas e Equidade (Proafe). A professora Joana fez um reconhecimento à ancestralidade dos povos indígenas de todo o Brasil. “A UFSC também é território indígena”, afirmou.

Após uma rápida fala da procuradora federal Analúcia de Andrade Hartmann, o reitor Irineu Manoel de Souza se dirigiu aos presentes. O professor Irineu lembrou que acompanha essa luta dos estudantes indígenas desde que era diretor do Centro Socioeconômico (CSE) e teceu agradecimentos à Prae, à Prefeitura Universitária, ao professor Ubaldo e toda a sua equipe. “Quando assumimos a Reitoria, o projeto da obra estava pronto”, destacou o reitor.

Ele lembrou que a Universidade tem sofrido desvalorização nos últimos anos – manifestada no corte de verbas e redução do número de servidores – porém continua crescendo e abrindo as portas para a sociedade. O reitor reafirmou que a permanência estudantil é um dos eixos de toda a atual administração da UFSC e aproveitou a ocasião para anunciar que a Reitoria solicitou a inclusão no novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Moradia Estudantil Indígena (que já tem projeto elaborado pelo Laboratório de Projetos do Departamento de Arquitetura e Urbanismo) e a ampliação do Restaurante Universitário.

O professor Irineu destacou que o valor investido pela Universidade é “muito pouco” e agradeceu aos parlamentares federais que destinaram recursos para a obra – o senador Esperidião Amin e o deputado federal Pedro Uczai apresentaram emendas parlamentares para esta finalidade.

Após o discurso do reitor, houve o descerramento da placa comemorativa da inauguração do Alojamento Estudantil Indígena.

Tags: Alojamento Estudantil IndígenaApoio à permanênciaestudantes indígenasPraeUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC inaugura novo Alojamento Estudantil Indígena

17/03/2024 21:34

Cozinha – Imagens Ilustrativas/DPAE/UFSC

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) inaugura nesta segunda-feira, 18 de março, o novo Alojamento Estudantil Indígena. A solenidade de inauguração será realizada às 10 horas, em frente ao espaço do novo alojamento (ao lado do Restaurante Universitário) e deverá contar com a presença do reitor, professor Irineu Manoel de Souza, da vice-reitora, Joana Célia dos Passos, de integrantes da gestão da UFSC e convidados.

Com obras iniciadas em maio de 2023, o alojamento tem capacidade para abrigar 60 estudantes, divididos em 12 dormitórios compartilhados, sendo 8 dormitórios para grupos e 4 dormitórios para estudantes com filhos. A edificação contará com sala de descanso, brinquedoteca e cozinha. Na construção foram observadas características como iluminação natural e ventilação cruzada, além de sistema de ventilação mecânica nos espaços de longa permanência.

Durante a construção do alojamento, a pró-reitoria de Permanência e Assuntos Estudantis (Prae) coordenou a elaboração do Regimento do Alojamento, conjuntamente com estudantes indígenas, com participação efetiva dos moradores da Ocupação Maloca.

De acordo com a pró-reitora Simone Sobral Sampaio, o novo alojamento representa o “processo de resistência e reivindicação de estudantes indígenas, e resposta institucional proveniente do compromisso político empenhado em reconhecer os direitos de estudantes indígenas à permanência, aliado ao direito à educação superior, em especial, na UFSC”.

 

Tags: Alojamento Estudantil IndígenaPermanênciaPraeUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

IBGE promove encontro de integração e interlocução com a sociedade na quarta-feira, 20 de março, na UFSC

15/03/2024 17:12

Uma comitiva nacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) composta pelo presidente, Marcio Pochmann, juntamente com os diretores de pesquisa, de geociências, de tecnologia da informação e a superintendência em Santa Catarina realizará na UFSC, na quarta-feira, 20 de março, o segundo encontro Diálogos Externos IBGE 90 anos. Voltado à participação da sociedade, os representantes do Instituto estarão abertos para ouvir demandas e dúvidas da comunidade acadêmica, do poder público, de entidades profissionais e de representação coletiva, pesquisadores, estudantes, entre outros. A interlocução ocorrerá das 19h às 21h no Auditório da Sala dos Conselhos Prof. Ayrton Roberto de Oliveira, no andar térreo da reitoria.

Com três anos para completar nove décadas de atuação, além de registrar a memória do Instituto, o projeto Diálogos tem o objetivo de pensar diretrizes de um novo IBGE, incluindo uma série de atividades internas e externas. O Diálogos Externos acontecerá nas 27 capitais do país em parceria com o poder público e entidades locais da sociedade.

O evento é aberto à sociedade. Todas as autoridades e representações estão convidadas para compartilhar suas vivências e experiências com o Instituto e suas pesquisas, bem como ajudar a pensar o papel do novo IBGE para o futuro. “O envolvimento e participação da comunidade acadêmica, em especial em um ambiente como a UFSC, é essencial para validar o trabalho e suas metodologias, para a concretização da missão do IBGE.”, relata Roberto Kern Gomes, superintendente do IBGE em SC.

O encontro Diálogos Externos em Florianópolis acontece junto a outros dois eventos do Instituto também voltados a toda a comunidade, com objetivos diferentes.

Na quarta-feira, 20, das 14h às 18h, o IBGE promoverá uma Oficina Técnica sobre o Censo 2022, suas aplicações e potencialidades dos dados para gestores locais e sobre ferramentas e formas de acesso aos dados, incluindo o Panorama do Censo 2022, a Plataforma Geográfica Interativa (PGI), o Banco de Informações Ambientais (BDiA) e o Sistema IBGE de Recuperação Automática (Sidra), gerador de tabelas customizadas. A Oficina acontecerá no auditório da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (Aris) no prédio da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), no bairro Canto.

Na quinta-feira, 21 de março, às 10h, no auditório da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis (Granfpolis) acontecerá a oitava divulgação do Censo Demográfico 2022: Agregados por setores preliminares – população e domicílios e Malha de setores censitários preliminares. A publicação trará os totais de população e domicílios por setor, a menor unidade de divisão territorial de trabalho do IBGE, e a malha censitária dos mesmos em formato digital. Os resultados serão disponibilizados para os recortes político-administrativos dos Distritos e Subdistritos.

O evento Diálogos Externos, na UFSC, e a Divulgação do Censo serão transmitidos no canal do IBGE no youtube e nas redes sociais oficiais da instituição.

Seção de Divulgação de Informações/ Superintendência Estadual do IBGE em Santa Catarina

Tags: Censo Demográfico 2022Diálogos ExternosIBGEUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC intensifica ações para elaboração do novo Plano de Desenvolvimento Institucional

11/03/2024 11:42

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) intensifica neste mês de março as ações com vistas à elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2025-2029. O PDI é o documento de gestão estratégica da Universidade onde se definem sua missão, visão de futuro e valores, bem como as estratégias, diretrizes e políticas a serem seguidas para o alcance de seus objetivos e metas. É uma espécie de “plano plurianual” da Universidade.

A elaboração do PDI é coordenada por uma Comissão específica designada em portaria do Gabinete da Reitoria de 19 de fevereiro de 2024, que tem como principal finalidade ser facilitadora do processo de construção democrática do referido plano. A Comissão é formada por dois grupos de trabalho: um Grupo Gestor Executivo (GG) e um Grupo Técnico Executivo (GT). O Grupo Gestor é presidido pela secretária de Planejamento e Orçamento, Andrea Cristina Trierweiller, e integrado por membros do Gabinete da Reitoria, da Comissão Própria de Avaliação e da Seplan.

O Grupo Técnico Executivo, por sua vez, é composto por 33 Grupos Técnicos Setoriais (GTS), formados por representantes de todas as pró-reitorias, secretarias, direções de centros e campi, gabinete e Hospital Universitário. Os GTS deverão ser compostos, no mínimo, por um agente gestor e um agente de planejamento, e também por representantes discentes (de graduação e pós-graduação), dos docentes, dos servidores técnico-administrativos em educação e um convidado representando a comunidade externa. Eles terão a missão de promover a discussão, coletar e consolidar as contribuições no âmbito de cada unidade e encaminhá-las ao Grupo Gestor para consolidação e aprovação final.

De acordo com o reitor Irineu Manoel de Souza, a ideia é construir o novo PDI por meio de um processo verdadeiramente democrático e participativo e chegar a um documento consistente com os anseios e objetivos da Universidade nos próximos anos. Para isso, estão previstas no cronograma de elaboração do PDI diversas audiências públicas – gerais e em cada um dos setores -, criando espaço para a manifestação e colaboração de toda a comunidade acadêmica.

Capacitação
A capacitação dos integrantes dos Grupos Técnicos Setoriais iniciou nesta segunda-feira, 11 de março. Os agentes gestores e de planejamento receberão instruções e orientações sobre como utilizar o instrumento de consolidação das propostas antes de cada uma das seis etapas previstas para a elaboração do PDI.

No dia 19 de março, está prevista a realização de um evento de lançamento do PDI no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH), aberto à participação de toda comunidade universitária, que pode ser considerada a primeira audiência pública do processo. No dia seguinte, haverá uma reunião de caráter mais técnico para definição da missão, visão e valores da Universidade para os próximos anos, além de definição dos temas estratégicos do planejamento. “O cruzamento das áreas-fins com as áreas transversais nos permitirá visualizar os objetivos institucionais da Universidade para os próximos anos”, afirma Lucas dos Santos Matos, coordenador de Gestão Estratégica da Seplan e integrante do Grupo Gestor.

A expectativa é de que os trabalhos da Comissão estejam concluídos até o mês de novembro, para que o Grupo Gestor possa finalizar a redação do documento e encaminhar para apreciação e deliberação do Conselho Universitário (CUn).

Tags: PDI 2025-2029Plano de Desenvolvimento InstitucionalSEPLANUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina