Reitoria UFSC
  • Reitor da UFSC está em Brasília para tratar do orçamento das universidades federais para 2023

    Publicado em 07/12/2022 às 15:07

    Reitor está reunido com representantes de IFES de todo o Brasil em Brasília (Foto: Ricardo Torres/ Agecom UFSC)

    O reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Irineu Manoel de Souza, está em Brasília para participar de atividades da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e, nesta quinta-feira, 8 de dezembro, participará da reunião ordinária que tratará do orçamento das universidades federais para 2023. “Em um contexto crítico, como o que estamos enfrentando, é fundamental que as universidades estejam articuladas e se mobilizem para reverter esse quadro insustentável de falta de recursos financeiros”, destacou o reitor.

    O reitor enalteceu que a comunidade universitária precisa ser respeitada e indicou a urgência de recomposição do orçamento e viabilização do pagamento de bolsas e subsídios para o funcionamento da Universidade. “A situação que estamos vivenciando não tem precedentes. Os cortes promovidos pelo Governo Federal são irresponsáveis e desrespeitosos”, finalizou.

    Nesta quarta-feira, 7 de dezembro, o reitor participa do Seminário de Comunicação. O evento, realizado na sede na Andifes, em Brasília, está discutindo formas articuladas de comunicação para fortalecer o papel das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) na qualificação do debate público e no combate à desinformação. Além do reitor, participa do evento o diretor da Agência de Comunicação (Agecom) da UFSC, Ricardo Torres.


  • Cônsul dos EUA se reúne com reitoria para debater parcerias para construção da moradia indígena

    Publicado em 07/12/2022 às 9:01

    A viabilização de recursos para a execução do projeto da moradia indígena estudantil no Campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis, foi tema de encontro entre integrantes da Administração Central com o representante geral do Consulado dos Estados Unidos em Porto Alegre, Shane Christensen, que esteve acompanhado da Adida Cultural, Beata Angelica. A reunião ocorreu na segunda-feira, 5 de dezembro, no Gabinete da Reitoria. 

    Além do reitor Irineu Manoel de Souza e da vice-reitora Joana Célia dos Passos, também estiveram presentes na reunião a Pró-reitora de Ações Afirmativas e Equidade (Proafe), Leslie Sedrez Chaves, o diretor de Gabinete do Reitor, João Luiz Martins, e o coordenador de Programas Internacionais da Secretaria de Relações Internacionais (Sinter), Guilherme Carlos da Costa.

    Na ocasião, os dirigentes da Universidade debateram possíveis formas de cooperação que fomentem no Estado as agendas de economia, inclusão social, educação e cultura, e especialmente na UFSC, a execução de ações que permitam a consolidação da moradia para os estudantes da Ocupação Maloca.
    Continue a leitura » »


  • Gabinete da Reitoria avalia in loco os impactos da chuva no campus da Trindade

    Publicado em 01/12/2022 às 10:27

    Reitor e diretor do gabinete percorreram o campus da Trindade para avaliação de danos

    O Gabinete da Reitoria da UFSC, integrantes da Administração Central e demais gestores da Universidade estão acompanhando de perto os impactos das fortes chuvas que caem em Florianópolis. Ainda na noite de quarta-feira, 30 de novembro, após análise dos alertas meteorológicos da Defesa Civil, o reitor Irineu Manoel de Souza expediu ofícios orientando que as aulas fossem suspensas no campus de Florianópolis nesta quinta-feira, 1º de dezembro.

    Várias unidades e órgãos da UFSC, como a Prefeitura Universitária, Setic, Secretaria de Segurança Institucional e Restaurante Universitário organizaram formas de acompanhar os efeitos das chuvas e planejar a manutenção dos serviços essenciais.

    Na manhã desta quinta-feira, o reitor e o Diretor de Gabinete da Reitoria, professor João Luiz Martins, percorreram diversos espaços e ambientes do campus da Trindade para fazer uma avaliação das consequências da chuva e alagamentos ocorridos. O objetivo é elaborar um relatório que servirá de subsídio para orientar as próximas decisões administrativas da gestão.

     


  • Pró-reitorias recebem estudantes indígenas da Licenciatura Intercultural da UFSC

    Publicado em 29/11/2022 às 14:14

    Foto: Karine Kerr

    Um encontro entre estudantes da Licenciatura Intercultural Indígena com representantes das pró-reitorias da Universidade Federal de Santa Catarina, realizado no último dia 21 de novembro, ampliou as experiências compartilhadas por estudantes e servidoras por meio de um deslocamento coletivo pelo espaço universitário. Os acadêmicos percorreram setores da universidade que têm direito de acesso e uso, com respeito às suas especificidades. “A atividade gerou maior interação com a universidade e com todos os espaços de direito dos estudantes indígenas da Licenciatura Intercultural e abriu portas para uma relação mais próxima entre as pró-reitorias, que seguem na construção institucional em prol da garantia das condições para uma melhor estruturação deste curso de graduação da UFSC”, afirmou Iclícia Viana, da Coordenadoria de Relações Étnico Raciais.

    A Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica, curso do Departamento de História, recebeu 45 estudantes indígenas matriculados no curso de graduação multilíngue e diferenciado. As servidoras das pró-reitorias dialogaram com a turma sobre seu papel no trabalho conjunto e institucional pela permanência e desempenho acadêmico na universidade. Participaram das atividades a Pró Reitoria de Graduação e Educação Básica (Prograd), com os Programas do Piape e da Monitoria Indígena e Quilombola, a recém-criada Pró Reitoria de Ações Afirmativas e Equidade (Proafe) e a Pró-Reitoria de Permanência e Assuntos Estudantis (Prae), que trabalha para as condições materiais da permanência na UFSC.


  • Administração Central recebe alunos da EBM José Jacinto Cardoso

    Publicado em 29/11/2022 às 11:54

    Alunos da EBM José Jacinto Cardoso junto com a administração central. Foto: Vitórya Navegantes / Secom UFSC

    Na terça-feira, 22 de novembro, a vice-reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Joana Célia dos Passos, realizou um encontro com os alunos da Escola Básica Municipal Jacinto Cardoso, na Sala dos Conselhos, localizada na Reitoria I. No evento estiveram presentes a professora Maristela dos Campos, professora do Colégio de Aplicação (CA/UFSC), Patricia Moraes, coordenadora do curso de Pedagogia, e a Diretora de Ações Afirmativas e Equidade da Proafe, Marilise Luiza Martins.

    Vice-reitora Joana Célia dos Passos disse que a Universidade tem muitas opções de cursos

    A vice-reitora Joana dos Passos apresentou a universidade como uma instituição em que os estudantes podem escolher várias áreas para atuar e perguntou os cursos que cada estudante estaria interessado. “Tem muita coisa para fazer aqui que vocês podem escolher, quem gosta aqui de biologia de estudar os animais, plantas e seres vivos, dá para olhar no microscópio. Vale a pena ir conhecer algumas pessoas aqui na UFSC. Muita gente diz que não gosta de fazer nada, mas você gosta sim. Tem coisas que você gosta muito, só que ninguém ainda te mostrou que essa coisa que você se identifica também tem lugar na universidade”, explicou Joana.

    Encontro na Sala dos Conselhos foi marcado pela informalidade

     

    A iniciativa foi encabeçada por Paula Bueno, educadora social e representante da ONG Casa São José que contou o quanto essa iniciativa foi importante para exaltar mulheres negras e suas escolhas profissionais. “Neste 20 de novembro pensamos em fazer algo especial. Tivemos a ideia de trazer as crianças para a UFSC para criar referência e identificação com as mulheres pretas. Para que mostrem o seu protagonismo na luta anti racista e para além disso as escolhas acadêmicas que tiveram que fazer para estar aqui”, disse Paula. 

    Maristela Campos, professora de inglês, contou como sua trajetória com a educação foi difícil. “Eu já tinha 42 anos e a minha filha 16 anos quando entrei aqui. Eu passei num concurso que eu pensei que nunca ia passar e quando cheguei aqui ninguém me conhecia. Sou professora de inglês e nunca tinha saído do país. Eu não tinha nada quando a gente se mudou para cá e ainda era mãe solo”, exprimiu Maristela.

    A professora Maristela expôs a nova política de cotas do Colégio de Aplicação (CA/UFSC) que destinará vagas para crianças e adolescentes negros. “Bom, a grande novidade é que a partir do próximo processo seletivo nós iremos ter cota para pessoas pretas e pardas”, disse Campos.

    Ao fim, a Administração Central mostrou a UFSC para os adolescentes que demonstraram vontade de logo mais serem estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina.

     

    Vitórya Navegantes / Secretaria de Comunicação da UFSC