Diretores da Secretaria de Mobilidade do Distrito Federal visitam o LabTrans

01/07/2024 09:51

Executivos da Semob vieram acompanhar desenvolvimento do Plano Diretor de Transporte Urbano do Distrito Federal (Fotos: Divulgação)

O Laboratório de Transportes e Logística (LabTrans) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) recebeu na quinta-feira, 27 de junho, uma equipe da Secretaria de Mobilidade do Distrito Federal (Semob), para quem o laboratório está desenvolvendo o Plano Diretor de Transporte Urbano do Distrito Federal.

Na oportunidade, Ricardo de Oliveira e Silva, diretor de Projetos Viários e do Transporte, Arissa Honda, diretor de Estudos em Transportes Urbanos, Márcio Antônio, subsecretário de Operações, e Míriam Moraes, coordenadora de Planos e Estudos de Mobilidade, assistiram a uma apresentação sobre os projetos do LabTrans, além do próprio plano para o DF. O encontro aconteceu no auditório do prédio da Engenharia Civil, no Campus da UFSC.

Encontro aconteceu no prédio da Engenharia Civil, no campus da UFSC

A ordem de serviço para início do processo de atualização do Plano Diretor de Transporte Urbano e Mobilidade do Distrito Federal foi assinada no início de abril, em Brasília. O LabTrans está na fase de planejamento, que inclui a elaboração de um plano de trabalho e um plano de comunicação social e gestão participativa.

Depois disso, o LabTrans vai realizar as etapas de diagnóstico, prognóstico (relatório de propostas) e a minuta do instrumento jurídico do plano. A expectativa dos envolvidos é de que até julho de 2025 seja concluída a consolidação dos documentos, para posterior envio da proposta à Câmara Legislativa do Distrito Federal.

 

Tags: LabTransmobilidadeTransporte UrbanoUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina

UFSC assina protocolo de intenções com a Polícia Científica do Estado

11/04/2024 16:30

Protocolo de Intenções foi assinado pelo reitor e pela perita-geral Andressa Fronza (Fotos: Luís Carlos Ferrari/Secom)

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Polícia Científica de Santa Catarina (PCI) assinaram um Protocolo de Intenções com vistas à realização de futuras ações conjuntas de cunho técnico, científico e cultural. O acordo foi assinado pelo reitor Irineu Manoel de Souza, pela UFSC, e pela perita-geral Andressa Boer Fronza, representante da PCI, em reunião realizada no Gabinete da Reitoria em 10 de abril. A reunião teve a presença de peritos e integrantes da Polícia Científica do Estado, professores e servidores da UFSC e convidados.

A coordenação do protocolo, que terá validade de dois anos, será da professora Camila Marchioni, do Departamento de Patologia do Centro de Ciências da Saúde (CCS). Conforme os termos do documento, o estabelecimento do acordo “possibilitará a discussão e consolidação de atividades de pesquisa, ensino e extensão, bem como a criação da Rede de Pesquisa em Ciências Forenses da UFSC em parceria com a Polícia Científica”.

O Protocolo de Intenções é um tipo de “acordo guarda-chuva”, sob o qual poderão ser firmados futuramente acordos de cooperação para o desenvolvimento de atividades específicas e projetos de interesse das duas instituições.

 

Tags: Departamento de PatologiaPolícia CientíficaProtocolo de IntençõesUFSCUniversidade Federal de Santa Catarina